terça-feira, 20 de outubro de 2009




Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos,resta-nos um último recurso
não fazer mais nada.

Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais adiante os sentimentos que nos negaram.
Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição.
Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;outras vezes, 

nada damos e o amor se rende aos nossos pés.
Os sentimentos são sempre uma surpresa.
Nunca foram uma caridade mendigada, uma compaixão ou um favor concedido.
Quase sempre amamos a quem nos ama mal, e desprezamos quem melhor nos quer.
Assim, repito, quando tivermos feito tudo para conseguir um amor, e falhado, resta-nos um só caminho...o de mais nada fazer.



(desistir não...apenas deixar que o tempo prove se eu estou certa ou errada,sinto que é meu o teu coração assim como o meu te pertence a muitos anos)




5 comentários:

Mågø Mër£Îm disse...

Eu fiz o que podia por um amor, e qdo comecei a nada fazer, não sei porque, mas esse amor reapareceu... vai entender...rs

Só uma dica, peça desculpas sim, se acha que é o correto, faça todos os pedidos que achar necessário.

Beijo

Chá das Cinco disse...

Mas será mesmo que todas as tentativas foram feitas?
Uma boa tentativa é fazer umas coisinhas...
mudar o visual, as vezes a nossa vida precisa de mudanças radicais, não só nos cabelo,nas roupas,mas nas atitudes.

Uma nova postura diante da vida,uma conversa franca, madura e sem rodeios pode mostrar o que podemos fazer para que as coisas se encaixem.
Uma coisa é certa... a vida é curta demais, o tempo urge como um leão e não podemos brincar quando se trata de felicidade.
Não fazer nada é estagnar...e as pessoas que querem aproveitar muito bem a vida, querem uma resposta urgente da situação que as afligem.

Podemos aceitar muitas privações, uma não devemos nem pensar em negociar..a liberdade e o tesão de viver a dois, os problemas podem surgir,mas eles não podem se deitar conosco,
amanheceu tem que estar resolvidos.

O maior prazer de amar estar no dividir, no somar, no multiplicar.O amor é uma equação matemática onde o resultado só tem uma resposta para todos os problemas...
A CUMPLICIDADE.

Bjs

José Antonio disse...

muito lindo este texto sonhadora, amei de paixão e realmente já me sinto em casa rsrsr no meio de sua bagunça rsrsrs bjsss.

Andréia Arakaki disse...

Bom Dia Amiga!!
Esse seu texto é perfeito!!
Penso assim : "Esgote as possibilidades" , para se ter seu "Amor".
Agora..... se nao deu?
Vamos seguir em frente , porque infelizmente o mundo não vai parar para que possamos curar nossa dor de amor e uma coisa é certa .
Se tiver que ser será um dia..
Mas tambem se nao tiver que ser , simplesmente nao vamos ter perdido tempo com isso.
Amor se guarda no coração , na alma, isso nao significa que devemos anular uma vida toda por conta disso.
Com dia a célebre sitação: Arrume o seu jardim que quando for a hora certa as borboletas voltaram .

beijosssssssssss linda

Luna Sanchez disse...

Sim, amor acontece ou não acontece. Simples assim.

Ninguém impõe, ninguém pode exigir.

* Obrigada por trazer o selo da Amargha Reth. =)

Beijinho.

ℓυηα