quinta-feira, 7 de janeiro de 2010



"Deitada na grama, o céu empoeirado de estrelas. 
Passei o dedo e - curioso - 
algumas vieram grudadas na ponta. 
Olhei para cima e assoprei. 
Foi tanta estrela caindo que agora 
eu mal consigo enxergar de tanta esperança."


2 comentários:

mitti disse...

Que maravilha!!!
A experança é tudo!!!

bjos

Mary* disse...

Sou apaixonada por esse texto :)