sábado, 17 de julho de 2010


Meu maior medo é viver sozinho  e ..
não ter fé para receber um mundo diferente e ...
não ter paz para se despedir. 

Meu maior medo é almoçar sozinho,
jantar sozinho e me esforçar em me manter ocupado 
para não provocar compaixão dos garçons.

Meu maior medo é ajudar as pessoas porque não sei me ajudar. 

Meu maior medo é desperdiçar espaço em uma cama de casal, 
sem acordar durante a chuva mais revolta, 
sem adormecer diante da chuva mais branda. 

Meu maior medo é a necessidade de ligar a tevê
enquanto tomo banho. 
Meu maior medo é conversar com o rádio em engarrafamento. 

Meu maior medo é enfrentar um final de semana sozinho depois de ouvir os programas de meus colegas de trabalho. 

Meu maior medo é a segunda-feira e me calar para não parecer estranho e anti-social.
Meu maior medo é escavar a noite para encontrar um par e voltar mais solteiro do que antes. 

Meu maior medo é não conseguir acabar uma cerveja sozinho. 

Meu maior medo é a indecisão ao escolher um presente para mim. 

Meu maior medo é a expectativa de dar certo na família, que não me deixa ao menos dar errado. 

Meu maior medo é escutar uma música, entender a letra e faltar uma companhia para concordar comigo.

Meu maior medo é que a metade do rosto que apanho com a mão seja convencida a partir com a metade do rosto que não alcanço. 

Meu maior medo é escrever para não pensar.


2 comentários:

Crista disse...

\o/ uhuuuuuuuu \o/
ADORO quando gente importante e querida como tu,"corre"atrás de mim(pior seria correr de mim,né?...rsrsrsrsrs...)
Não te gelei porque quis...é que estou gelada que nem um picolé(deves estar sabendo do frio aqui no sul...ainda bem que não sou moradora de rua...só moradora no coração de maridão...e o safado não quer nem saber de me "agasalhar"...huaschuaschuasch...)favor não pedir para me lamber,senão tua linguinha fica grudada...heheheeeeeeee...esse é o perigo do picolé...rsrsrsrsrs...
Explicada a minha ausência????
Adoro-te,porque me fizestes sentir muito importante!
Que 10 tipos de nojo que te deu,né?
Em vez de eu dizer que te adoro pelo que tu ésssss...
Mas tu sabes que te ADORO por isso também!!!!!
Beijos com a ponta de meu narizinho gelado...
éééékkkkkkkkkaaaaaaaaaaaa...que raiva que te deu de mim,né?
Deixa pra lá...ainda te sapeco uns beijos com o calor do sol...lascou-seeeeeeeee...huaschuaschuasch...
Nem me precisas chamar de boba...sou mesmo...por TI...
\o/ uhuuuuuuuuuuuuuuu \o/

Evelyn Ceinwyn . disse...

As vezes o medo nos fz perder muitas coisas, mais teu medo é saudável... e para não continuar a ter medo, busque a felicidade com todas as garras.
Estou seguindo.

abraços.