sábado, 2 de julho de 2011



Hoje decidi que estou prestes a assumir meu coração vazio. 
Não decidi isso movida por uma grande coragem ou por um momento de iluminação. 
Nada grandioso aconteceu.
Apenas sinto que dei um pequeno, quase imperceptível,
passo para uma vida mais madura.
Eu simplesmente não suporto mais pintar o céu de cor-de-rosa para achar que vale a pena sair da cama. 
Não posso mais emprestar mistério ao vazio, 
vida ao oco, esperança ao defunto, saliva ao seco. 
E, finalmente, 
não posso mais inventar amor só para poder falar dele.

Um comentário:

Carlos Leite disse...

O seu blog é fantástico! Ainda não consegui formar uma opinião completa sobre si... Ainda não li tudo, mas do que li, está óptimo!!! Muitos parabéns e, obrigado por partilhar connosco a sua arte!
Atenciosamente,
Carlos Leite, http://opintordesonhos.blogspot.com