domingo, 31 de janeiro de 2010

(Medo do Amor que sinto)


Te amei
como nunca amei nessa vida
e do final deste amor
restou uma mulher tão fria
que nem por ti mesmo
conseguiria sentir
o amor que senti um dia

12 comentários:

Lia disse...

Lindo texto da Martha!
Mas, doloroso!

bjos Menina e boa semana!

Verônica disse...

as pessoas sempre mudam, pelas experiencia vivida! Beijos

mitti disse...

Nossa, que dor é essa menina???

Espero que passe logo.

bjoka

André Limaxxx disse...

Caraaaaaaaaaamba!

Thomas Albuquerque disse...

Que o amor por você emsma brilhe sempre mais..

beeeijos

Luna Sanchez disse...

O que se esvai leva um pouco da gente...é bom que seja assim, para que a renovação se faça.

Beijo, beijo.

ℓυηα

Crista disse...

Que esse mês de fevereiro te dê muita felicidade e um susto enoRRRRRRRRme!!!!
Um susto????Por que?????
É que eu desejo que teu blog seja escolhido o melhor blog do pedaço!!!!
Viu a responsabilidade que tens para comigo e para aqueles que te lêem????
Quem manda ser o MÁXIMO!!!!!!!
Carinhosamente...
Olhos azuis....azuis como a cor do céu!

Mahria disse...

Ah querida, isso é certeza, o desamor nos faz tão frias...

Bjs
Mah

Saulo Nunes disse...

o amor é um sentimento apavorante...

bjo amiga

Crista disse...

eeebaaaaaaaaa...vim pra cá pulando só com o pézinho direito...se eu pulasse com o esquerdo,ele iria no ritmo de meu coração e a paz e o encantamento de teu blog seriam prejudicados com tanto alvoroço!!!!
Tá bom...tá bom...parei...passearei por este recanto,deslizando e partirei voando, depois de me recarregar com tanta beleza!
Pensa comigo:Como seria minha vidinha sem o teu blog????
Já sabes,né?
Então... \o/VIVAAAAAAAAA\o/ ...para ti e por fazer parte de meu mundo!!!!

Sαbrinα disse...

deu espaço para que ele criaste isso dentro de ti, agora de ao mundo para que tire isso de ti (:

Felicidade Clandestina. disse...

LINDO demais teu poema!

estou a visitar. amei o espaço que escreves. muito bom mesmo.]

beijos ♥